Depoimentos

Joana Veppo - 11 anos

Eu sou a Joana Veppo e tenho 11 anos. Estou no Leve há três meses e já emagreci 4 quilos. Bom, a primeira semana sempre é a mais difícil, porque é o começo e você já não come mais tanto como comia. Eu não comia frutas nem verduras, e aos poucos, comecei a comer frutas e depois verduras. O Leve realmente é muito bom para mim, porque estou aprendendo a comer comidas saudáveis e estou me sentindo melhor.

Leia mais:Joana Veppo - 11 anos

Norma Pickering

Voltando a minha LEVE vida...

Tenho muito que agradecer ao Leve, quando há dois meses e meio saí de uma entrevista, estando com quase cem quilos. Na ocasião, para dizer a verdade, fiquei um pouco discrente depois da meta estabelecida para mim: comer muito mais, mais vezes e perder peso.

Estava com um distúrbio de tireóide, quatro ligamentos de um joelho comprometidos e gesso na perna devido à ruptura do tornozelo por causa do excesso de peso. Na primeira semana, senti bastante a mudança alimentar e de hábitos. Ao pesar-me após estes primeiros 7 dias, surpreendi-me, pois havia baixado 1,7 kg sem fazer exercicio ou caminhar ... Na reunião da qual passei a fazer parte, declarei minha surpresa!!!

Leia mais:Norma Pickering

Nereida Vianna

Meus queridos

Ontem tivemos o nosso último encontro. Agradeço por ter aprendido a arte da superação com vocês!!! O grupo até segunda emagreceu, praticamente, 20kg e, juntos! Claro! Tenho consciência que a expectativa de muitos de vocês sempre é alta (de preferência uns 4kg ou 5kg).

Leia mais:Nereida Vianna

Miriam Bercht

OI FLAVIA !!!!!

Tudo bom? Estou muito bem. Estive na Califórnia por 18 dias e consegui voltar sem engordar uma grama. Isso foi uma vitória pois o apelo para comilança é um absurdo. Em cada momento que eu via as pessoas comendo e que eu comia , tu e os diversos grupos que já participei estavam presentes dentro de mim. Eu ouvia vozes na minha cabeça me dizendo o que era legal eu comer ou não, e graças a essa internalização de tudo o que trabalhamos neste período eu voltei bem feliz por não ter engordado.

Várias vezes falei para nossos amigos que engordaram muito, que o importante era fazer uma reeducação alimentar. Estou muito feliz com o trabalho que fizemos. Podes ter certeza que se eu precisar de ajuda te procuro.

Meu email continua o mesmo e podes me mandar notícias.

Beijo carinhoso, Miriam Bercht.

CAMILA 2010

Bah, gurias....verdade mesmo!! A quinta-feira estava verdadeiramente especial. Estava um clima de união e de compreensão mútua! Adorei todas dicas que vcs me deram para o controle da ansiedade. Estávamos num clima de ajuda mútua muito bacana. Inclusive, coloquei a técnica da psicologia cognitivo comportamental que a Flávia sugeriu, e está funcionando muito bem. Adorei!!Ah, tem mais uma coisa que eu gostaria de falar. E vou falar. A Flávia mesmo diz que gordo se incomoda e não fala, prefere comer as incomodações ao invés de botar pra fora. Então vou falar.Quero dividir com vcs algo que às vezes me incomoda no grupo. Às vezes, a reunião toma um clima paranóico, sabem? (Não foi o caso de quinta, por isso estava tão bom!) É claro que o assunto é delicado e, muitas vezes, a mudança gera sofrimento. Até aí é normal. Eu mesmo já me desmanchei chorando mais de uma vez. OK. Tudo bem. Mas o que me incomoda é um excesso de senso auto punitivo que algumas vezes domina a conversa, entendem...? Às vezes uma de nós começa e "contamina" as outras. E acho que, da mesma forma, está em nossas mãos puxar a rédea da situação quando o grupo descamba para o sentimento de auto-flagelo. Concordam?

Leia mais:CAMILA 2010

Pagina 3 de 5

YouTube

Assine nossa newsletter