Celular

(51) 99967-1273

Whatsapp

(51) 99967-1273

Vergonha de engordar

Vergonha de Engordar

Vergonha de quê?

É muito mais comum do que se pensa, pessoas que têm sobrepeso emagrecerem e depois voltarem a comer de forma inadequada e engordar. O “engorda – emagrece” é difícil e sofrido. Envolve culpa e muita vergonha. É sobre essa vergonha que devemos pensar. Vergonha de quem? De si mesmo? Dos outros? Vergonha do quê? De ter perdido o controle? De promessas não cumpridas? Do fracasso ou insucesso? Ou será vergonha de ter desistido?

 

Obesidade – uma doença social

Há mais de 20 anos atendendo pessoas com obesidade e sobrepeso, vemos presente a vergonha. A recaída é, normalmente, sentida como incapacidade e frustração. O obeso é visto como incompetente ou preguiçoso e recebe uma alta carga de cobrança da sociedade. Mas a mesma sociedade que cobra o corpo esbelto e saudável é a que favorece e estimula o comer em excesso, centraliza o poder no comer, o comer que gera descontrole, compulsão, ganho de peso e sofrimento. Sabemos, porém, que a obesidade é uma doença – doença social. É preciso reconhecer com humildade que temos uma doença. Ao compreender desta forma, tratá-la como tal e agir com mais tolerância e paciência. No tratamento da obesidade, devemos voltar aos cuidados alimentares, nos perdoar após um episódio de descontrole, de um abuso ou de umas “férias da dieta”.

 

Superando a vergonha

Desistir ou ir em frente? Uma opção é se tornar “um gordinho acomodado”. Plagiando Saint Exupéry, no Pequeno Príncipe, “por que tu comes, comilão? Para esquecer, diz o gordinho. Esquecer o quê? Que sou comilão … Encerrando-se no seu sentimento de vergonha e derrota.  A outra escolha é enfrentar o problema e superar a vergonha, tendo a persistência como arma fundamental para a batalha. Manter o foco, cair e levantar quantas vezes for preciso, porque obesidade é pra sempre e a solução é o cuidado permanente. Para sempre o novo peso implica em muito trabalho, mudança de hábitos, mudança de comportamento, mudança de pensamento. O sucesso virá com o domínio da situação, através do auto-conhecimento e do reconhecimento de que, às vezes, devemos buscar ajuda. Ajuda para emagrecer, ajuda para recuperar o controle, ajuda para proteger-se das tentações e se manter magro. Pedir ajuda a um companheiro, um amigo ou um cuidador tornará mais fácil o objetivo de atingir uma melhor qualidade de vida. Este é o desafio: não ter vergonha de querer ser feliz.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades